Mantendo um fork atualizado no Github

Faz algum tempo que eu fiz um fork do repositório code-cracker. O repositório original andou, recebeu novos commits e o meu fork ficou lá paradão e desatualizado. O que acontece é que agora quero atualizar meu fork com o repositório original. Isso é uma tarefa bem trivial, bastando apenas alguns comandos no git. Então para atualizar o meu repositório, eu fiz o seguinte: 1. Clonei o meu fork: git clone https://github.com/kidchenko/code-cracker.git 2. Adicionei um remote para o repositório Continue Lendo →
.NET CLI

Adeus DNX, bem vindo .NET CLI

Depois de quase dois anos trabalhando com ele, que passou por diversos nomes diferentes (k, kre, xre, dnx), está na hora de nos despedirmos. O DNX está oficialmente morto. E com ele o DNVM, e o DNU. Mas calma, pessoal, muita calma. O que aconteceu é que o .NET CLI, junto com outras tecnologias, será o substituto do DNX. Toda aquela tecnologia que estava sendo construída segue sendo construída. O que aconteceu foi que o time de ASP.NET, que liderava esse esforço, agora está trabalhando Continue Lendo →

Actions assíncronas no ASP .NET MVC

O .NET Framework 4.5 apresenta uma abordagem simplificada à programação assíncrona fazendo uso das palavras-chaves async e await para criar métodos assíncronos. Esse modelo é chamado de Task-based Asynchronous Pattern (TAP) e torna muito mais fácil escrever trechos de código assíncrono se comparado aos métodos anteriores. Desde o ASP NET MVC 4 você pode escrever actions methods assíncronas, veja o código abaixo: public async Task<IActionResult> GetAsync(long id) { Continue Lendo →
image.png

Pull Requests validados com Builds no VSTS são lindos

Estou em um projeto onde todo o trabalho entra via pull requests. E não é código open source, é projeto para cliente, código fechado. O que percebemos é que o PR é um excelente instrumento de code review, valendo a pena mesmo em projetos fechados. Até uns anos atrás o TFS/VSTS não dava suporte a PR, e agora o suporte existe e está cada vez melhor. Eu precisava começar a fazer builds dos PRs, e descobri uns meses atrás que é possível, basta configurar uma política de branch: Com Continue Lendo →
2016-02-02 04_26_29-Administrator_ Windows PowerShell

Administrador do TFS / VSTS use o console e Powershell

Em posts anteriores, reforço que um administrador de um servidor, de rede, e também do TFS / VSTS, deve saber usar o console, deve saber usar Powershell, na stack Microsoft, e futuramento no Linux, mas neste último existe a opção do bash também. Porém isso é uma prática rara para quem trabalha com a plataforma Microsoft. Vamos começar a mudar esse paradigma, para isso vamos ver como podemos começar fazer uso do console e Powershell. (Continue lendo) Cross-post de http://egomesbrandao.com.br/2016/02/02/administrando-o-tfsvsts-com-powershell/ Continue Lendo →
2016-01-29 02_17_35-Developer Command Prompt for VS2015

Administrando usuários, grupos e permissões no console com TFSSecurity

Um bom administrador de um serviço hoje em TI usa console! A UI é importante, funciona para pequenas coisas, mas quando se precisa de automação, ou executar lotes de alterações, nada melhor que o bom e velho console. No TFS/VSTS não é diferente, a Microsoft por anos focou na UI, porém cada vez mais dá destaque as ferramentas de console, sua linguagem de script Powershell, etc… Quando precisamos fazer grandes alterações na estrutura de permissionamento do TFS/VSTS, usar a ferramenta Continue Lendo →
IC764667

Permissões no TFS/VSTS

No post Administração de usuários e grupos no TFS/VSTS, foi descrito o funcionamento do cadastro de usuários e grupos. Em seguida um administrador do TFS/VSTS precisa entender como dar permissões para, usuários ou grupos, para que possam executar ações ou não, ou seja, liberar funções ou restringir. O administrador do TFS deve dominar essas ferramentas, pois pode poupar um bom trabalho na admistração, tanto em uma migração como no dia a dia. (Continue lendo) Cross-post de http://egomesbrandao.com.br/2016/01/28/permisses-no-tfsvsts/ Continue Lendo →