Traduzindo negócio para um sistema automatizado

Normalmente quando somos chamados para automatizar com um software um processo manual nosso primeiro instinto é traduzir para o software o processo da empresa.

Por exemplo, este é o formulário do departamento do trabalho da Nova Zelândia que permite soldagem, por motivos de segurança no trabalho (outros formulários aqui):

Formulário original

Se tivéssemos que automatizar o processo de autorização, muitas vezes o que faríamos seria algo assim, inicialmente;

Primeira tentativa de traduzir pra software

Isso traduz o começo do formulário, que continuaria até o final, embaixo.…

Continue lendo

Revisão do livro Nonviolent Communication: A language of life

Nonviolent Communication: A Language of Life

Acabo de ler o livro do Marshall B. Rosenberg (aqui o original em inglês, aqui em português). O livro é simplesmente incrível. Na capa lê-se a recomendação: “Este é um dos livros mais úteis que você lerá”. É verdade.

O livro propõe rever totalmente a maneira com que enxergamos o mundo, e como agimos diante dos outros.…

Continue lendo

Agilidade: duas perspectivas

É interessante como quando falamos em agilidade, temos dois lados praticamente muito diferentes, e que se tocam quase sempre somente nos valores. Esses lados são o lado de pessoas (humanas) e o lado da engenharia (exatas).

Do lado humano estudamos técnicas de coaching, mentoring, negociação, facilitação, comunicação, liderança, resolução de problemas, psicologia, etc.…

Continue lendo

Palestra sobre computação na nuvem e Azure na USP

Ontem eu ministrei uma palestra na USP sobre computação na nuvem e Windows Azure:

Palestra Computação na Nuvem Azure

O pessoal pediu os slides, e eles já estavam publicados no Slideshare, só que eu vi que não linkei eles aqui no blog, então lá vai:

Pelo feedback parece que o pessoal gostou.…

Continue lendo