Agile Trends 2016: estarei lá

Está chegando o Agile Trends 2016, um dos eventos de agilidades mais legais do ano, com foco nas tendências do mercado de agile. Será nos dias 29 e 30 de Abril, sexta e sábado próximos, em SP. Eu estarei lá esse ano novamente, dessa vez palestrando. O tema da minha palestra, ou trend talk, é “Open source: mais trend do que nunca”, e a descrição é: Empresas que nunca imaginamos estão abrindo o código dos seus principais projetos. Existe um motivo pra isso estar acontecendo. Será Continue Lendo →

Experimentando o novo Docker Beta: é sensacional!

Se você já usou Docker no Windows, ou no Mac, e no Linux, sabe que a experiência é muito inferior fora do Linux. Como, até o momento, o Docker só sabe lidar com contêineres Linux (algo que deve mudar ainda esse ano), e depende do kernel do Linux, pra rodar qualquer coisa no Docker você depende de um Linux. Qualquer Linux, desde que tenha um kernel razoavelmente atualizado. Isso envolveu, desde sempre, ter uma máquina virtual, e fazer um monte de configurações. Os engenheiros do Docker Continue Lendo →

Novidades do C# 7: Binary Literals e Digit Separators

Esse é o 3º post da série sobre C# 7. Pra acompanhar a série você pode seguir a tag C#7 no blog ou voltar no post que agrega a série. Nesse post vou falar de binary literals, ou literais de binários, que nada mais são do que literais de inteiros que podem ser descritos como binários. E vou falar também de digit separators, que permitem separar números com “_”. Essas são mais duas funcionalidades que ajudam a deixar o código mais expressivo, e que são relacionadas, já que se Continue Lendo →

Novidades do C# 7: Local Functions

Esse é o 2º post da série sobre C# 7. Pra acompanhar a série você pode seguir a tag C#7 no blog ou voltar no post que agrega a série. Nesse post vou falar de local functions, ou funções locais, que nada mais são do que funções dentro de funções. Assim como na funcionalidade comentada no post anterior, Tuplas, essa funcionalidade é mais uma que ajuda a deixar o código bem mais limpo, além de trazer uns bons ganhos de desempenho. A funcionalidade está bem estável no momento, já está Continue Lendo →

Fazendo checkout de todos os branches automáticamente

Precisamos fazer isso hoje, após clonar um repo fazer checkout de todos os branches, e achei que seria legal compartilhar. Com esse powershell você faz checkout de todos os branches do remote “origin”git ls-remote --heads origin | % { $_ -match 'refs/heads/(.*)' | out-null; $matches[1] } | % { git checkout $_ } O legal é que além de ser super prático, você aprende um pouco de powershell e git. Olha só: Com o “git ls-remote” conseguimos listar os heads, no caso, ele vai jogar isso na Continue Lendo →

CodeCracker: versão final publicada!

Ontem, dia 3 de Abril, publicamos a versão 1.0 do CodeCracker. Após 6 Release Candidates, onde somente corrigimos bugs – um processo que durou 9 meses – e 14 releases no total, finalmente conseguimos zerar todos os bugs e liberar uma versão estável. Levamos cerca de 8 meses pra escrever quase cem analisadores de código, e praticamente o mesmo tempo corrigindo bugs. Isso só aponta pra alta complexidade que uma linguagem como o C# traz no seu compilador. Versátil e poderosa, o compilador Continue Lendo →

Novidades do C# 7: Tuplas

Esse é o primeiro post da série sobre C# 7. Pra acompanhar a série você pode seguir a tag C#7 no blog ou voltar no post que agrega a série. Vou começar falando de Tuplas, uma das novas funcionalidades que mais auxilia a deixar o código mais limpo. Está bastante aceito que a funcionalidade vai entrar no C# 7, mas parece que alguns detalhes ainda não foram fechados. Você pode ler o issue no github que sugere tuplas no repositório do Roslyn, é o issue chamado “Proposal: Language support Continue Lendo →